Trilha Inca Classica 4 Dias

Á controle de tráfego na trilha inca. São permitidas somente 500 pessoas por dia na trilha. Isso inclui turistas, carregadores, cozinheiros e guias. As vagas são para o mundo todo. Por isso, para percorrer a Trilha Inca 4d/3n ou a Trilha Inca 2d/1n, é fundamental fazer reservas antecipadas com cinco meses de antecedência. Independente da época em que você for viajar.

A disponibilidade de vagas na trilha inca é a mesma para todas as agências de viagens. Sendo assim, se não há vagas numa agência não haverá vagas em nenhuma outra também.

 

TRILHA INCA 1° DIA: CUSCO - OLLANTAYTAMBO - KM 82 - HUAYLLABAMBA

Sairemos do hotel às 06h00 em nosso transporte com direção a Piscacucho (2.650m) povoado conhecido como o Km 82 por onde passa a via ferroviária de Cusco ao povoado de Aguas Calientes, Mais conhecido como povo de Machu Picchu, durante a viagem atravessaremos por alguns povoados que ainda mantem sua cultura viva como Chinchero, Urubamba, Ollantaytambo, que estão no vale sagrado dos Incas, Começaremos nosso caminhada pela trilha inca no posto de controle do km 82 e andaremos pelo lado esquerdo do Rio Urubamba. Depois de passar por alguns terraços planos, chegaremos a Miskay (2.800m.a.n.m) para logo ver a centro arqueológico Inca de Patallacta (2.750m.a.n.m). Continuaremos nossa caminhada pelo vale do Rio Kusichaca, subiremos gradualmente até chegar a nosso primeiro acampamento de Wayllabamba (3.000m.a.n.m) onde veremos as paisagens mais espetaculares, como o impressionante Nevado Verônica (5.832 m.a.n.m). Wayllabamba final da 1er dia pela trilha inca.

(Cerca de 5 horas. Caminhada de 12 km / 7,5 milhas)

 

TRILHA INCA 2° DIA: WAYLLABAMBA – WARMIWANUSCA – PACAYMAYU

Após do café da manhã, começa nossa caminhada pelo trecho considerada a mais forte e chata da toda a trilha inca, consiste numa subida estreita e próxima a precipícios de 9 km. Ao longo da subida a paisagem muda com áreas secas e altas com pouca vegetação, após de um bom tempo caminhado chegaremos ao primeiro passo da montanha conhecida como Abra deWarmihuañuska (passo da mulher morta). A partir deste lugar poderemos observar lamas e alpacas domésticas e o ichu (uma das poucas plantas que crescem nesta altitude). Também passaremos por uma área de bosque onde habitam diversas classes de animais como passarinhos e o urso Andino. Sugerimos levar balas, chocolates, barras de cereais e folhas de coca, para manter o nível da açúcar e controlar sua glicerina na altitude. Após de ficar um tempo começaremos a descer ao Vale de Pacaymayu (3.600m.a.n.m) onde acamparemos após 6 horas de caminhada.

Pacaymayu final do 2do dia pela trilha inca. (Cerca de 6-7 horas de caminhada.)

 

TRILHA INCA 3° DIA: PACAYMAYU – CHAQICOCHA – WIÑAYWAYNA

Este dia é o mais interessante pelo grão número de sítios arqueológicos que visitaremos durante a trilha inca e pela grão informação histórica que nos fornecera o Guia. De Pacaymayu subiremos ao segundo passo conhecido como Abra de Runcurakay (3.970 m.a.n.m) e no meio da manhã visitaremos o complexo arqueológico de mesmo nome. Este sítio está situado a 3.800m.a.n.m). Depois desceremos até Yanacocha (Lagoa Negra) de onde começaremos a entrar num Bosque nublado e finalmente chegar a Sayacmarca (3.624m.a.n.m), um complexo com uma construção semi-circular com diversos níveis de ruas estreitas, fontes litúrgicas, pátios e canais de irrigação. Continuaremos por uma subida fácil até chegar ao terceiro passo conhecido Abra Phuyupatamarca (3.700m.a.n.m). Ao longo da trilha inca poderemos apreciar a magnitude do arte dos Incas na estrada, passaremos por um túnel Inca. Phuyupatamarca é um dos complexos arqueológicos mais completos, conservados da trilha inca e fica no ponto mais alto da montanha. Phuyupamarca quer dizer “A cidade de nuvem”, neste lugar poderemos observar um sofisticado complexo composto de fontes de águas com uma fundação sólida e com uma visão impressionante do rio Urubamba e é ao longo dele que continuaremos caminhando até Wiñayhuayna (2.700m.a.n.m). Neste sítio encontraremos uma casa de campo com um restaurante, habitações com banheiro e chuveiro quente. A cinco minutos do lugar do acampamento no complexo arqueológico de Wiñayhuayna o qual é composto de um centro agrícola com numerosos terraços religiosos e urbanos.

Wiñayhuayna final do 3er dia pela trilha inca. (Cerca de 7-8 horas de caminhada.)

 

TRILHA INCA 4° DIA: WINAYHUAYNA – MACHU PICCHU – CUSCO

Este dia nos acordaremos às 04h00 da manhã para deixar Wiñayhuayna na hora indicada, será a última parte da trilha inca por onde subiremos até o Inti Punku (porta do sol). A trilha nos tomará uma hora aproximadamente; desde lugar poderemos apreciar o nascer do sol acima da cidade inca de Machu Picchu si o tempo permite. Após de aproveitar do espetáculo desceremos até o mesmo Machu Picchu, chegando em 40 minutos aproximadamente. Em Machu Picchu teremos a explicação dos pontos mais importantes com nosso guia aproximadamente 2h30. Depois terá tempo livre para mergulhar mais a cidade por sua conta ou subir para a montanha de Waynapicchu de onde poderá ver espetaculares paisagens de vales e montanhas que contornam a cidadela de Machu Picchu ou também visitar o famoso Ponte Inca. A hora da Descida para o povo de Aguas Calientes depende de você, mais lhe recomendamos descer com 3 horas de antecedência como mínimo da hora marcada para a saída do trem. A partir do povo de Aguas Calientes é a viagem de trem até o povoado deOllantaytambo onde nosso pessoal estará esperado por vocês, para poder trazê-los a Cuscode carro, chegando a isso das 22h30. Fin da Trilha Inca.

 

Nota importante: as alocações do acampamento estão sujeitos a variações em função das disponibilidades oferecidas pelo Instituto Nacional de Cultura (escritório do governo encarregado do controle da Trilha Inca).

Nota: Waynapicchu é a montanha que fica “atrás” de Machupicchu e onde se sobe para ter a visão aérea da cidade. Há um posto de controle dentro de Machupicchu para a subida em Waynapicchu. Só são permitidas 400 pessoas por dia em duas turmas de 200. Machupicchu recebe mais de 2000 visitantes por dia e geralmente faltam vagas para subir a Waynapicchu.

 

# O Que Está Incluso

- Translado do aeroporto ao seu hotel em Cusco.
- Transporte até o km82 da ferrovia.
- Bilhete de entrada na Trilha Inca e Machupicchu.
- Todas as refeições.
- Guia profissional falando espanhol, inglês e portuñol.
- Carregadores para os equipamentos e a comida.
- Barraca individual.
- Saco de dormir (nós fornecemos, mas o próprio viajante tem que carregar).
- Colchonete (nós fornecemos, mas o próprio viajante tem que carregar).
- Kit de primeiros socorros com oxigênio de emergência.
- Bilhete de trem de retorno a Ollantaytambo e depois translado en van até Cusco.

 

# O Que Não Está Incluso
- Café da manhã no primeiro dia e almoço no último dia.
- Bilhete de ônibus de Machupicchu a Aguas Calientes.5
- Gorjetas para o guia, cozinheiro e os porteadores na trilha.
5. Outra opção é descer a pé pelo caminho que Bingham subiu quando descobriu Machupicchu ou pela própria estrada por onde circulam os microônibus que fazem o trajeto até o povoado. É uma caminhada tranquila de aproximadamente 40 min.
6. A equipe de apoio desempenha um trabalho árduo para que tudo saia bem durante a caminhada. Principalmente os porteadores que fazem o trabalho mais pesado e ganham menos. É de praxe dar gorjetas para a equipe no último dia da trilha. Não é obrigatório, mas é de bom senso. No final da trilha o guia passa recolhendo as gorjetas. Geralmente cada viajante oferece de 7 a 10 dólares. Isso equivale de 20 a 30 soles na moeda peruana.

 

# Opcionais
- Carregador particular para os 4 dias de caminhada.
- Bilhete de trem direto de Aguas Calientes até Cusco.7
- Pernoite no povoado de Aguas Calientes.
7. Por padrão está incluso o bilhete de trem de Aguas Calientes até a estação de Ollantaytambo e depois um traslado em van da estação de Ollantaytambo até Cusco. Isso torna o pacote da trilha inca mais barato ao viajante além de ser mais rápido o retorno a Cusco. Caso queira podemos incluir o bilhete de trem direto desde a estação de Aguas Calientes até Cusco. Essa opção é um pouco mais cara, mas evita que o viajante tenha de fazer a troca de meio de transporte quando chega na estação de Ollantaytambo.
8. Aguas Calientes é um povoado pequeno com restaurantes e hotéis que fica no pé da montanha de Machupicchu. É comum acontecer de o viajante ficar em Aguas Calientes e depois se arrepender e achar que deveria ter ido a Cusco na volta da trilha inca. Também é comum o viajante não ficar e quando o trem esta saindo ele achar que deveria ter ficado lá. Geralmente quem fica uma noite em Aguas Calientes é porque está descansando da caminhada na trilha inca ou porque pretende visitar Machupicchu novamente ou ainda apenas pela energia do lugar. Caso o viajante pretenda visitar Machupicchu novamente terá de comprar um novo bilhete de U$ 43.00 para entrar na cidade. As termas de água quente que dão o nome ao povoado são um pouco sujas e não recomendadas para banho.


# O Que Levar
- Mochila de tamanho médio ou grande.
- Bota ou tênis usado (não viaje com um calçado novo ou que esteja muito tempo sem usar).
- Saco de dormir (caso não tenha nós alugamos para você).
- Capa de chuva ou outro agasalho para se proteger da chuva (pode ser comprada em Cusco).
- Roupas para o calor e para o frio (2 mudas de cada e + 1 para dormir estará bom).
- Garrafa pet de 1 a 2 litros ou outro recipiente para beber água durante a caminhada.
- Lanterna média com pilhas (um conjunto de pilhas já é suficiente).
- Protetor solar fator 30 ou maior.
- Boné, chapéu ou outra coisa para proteger-se do sol.
- Óculos de sol.
- Chocolate, bolacha, doce ou outra coisa que você goste e não fique sem (Pouca coisa. Comprar em Cusco).
- Escova de dente e outros itens pessoais.
- Pastilhas para purificação da água (podem ser compradas no Brasil ou em Cusco).
- Leve apenas o essencial na caminhada pela Trilha Inca. Tudo que não for usar deverá ser deixado no hotel em que você se hospedar em Cusco.

 

# Importante
- A Trilha Inca não é um tour como outro qualquer. É uma aventura sempre acima dos 2.300m. Os dois primeiros dias podem ser estafantes para algumas pessoas. Além disso, tem o problema da altitude. As queixas mais comuns são cansaço, dores de cabeça, enjôos, alterações da frequência cardíaca, falta de ar e até mesmo vômitos.
- Se você possui algum problema de saúde que exija atendimento especializado nós recomendamos que não percorra a Trilha Inca porque durante pelo menos dois dias você estará longe de qualquer socorro médico.
- Se você tem dependência de algum medicamento nós recomendamos que leve com você um estoque suficiente para uma semana de trilha por mais que pretenda ficar apenas quatro dias.
- Nós recomendamos que você faça um check-up médico, incluindo o dentista, independente da sua idade, antes de sair do Brasil. Diga a seu médico que você sairá do nível do mar e irá acima dos 3 mil metros em questão de poucos dias.
- Nós recomendamos veementemente que você contrate um Seguro Viagem, antes de sair do Brasil, que cubra acidentes pessoais, morte, translado médico, assistência jurídica, perda ou dano à propriedade.
- O Peru não exige qualquer certificado de vacinação. O governo brasileiro pode exigir que você apresente o Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela no momento de retornar ao Brasil. Se for viajar pela Bolívia é obrigatório levar o certificado.
- Nós recomendamos que você tome também as vacinas contra hepatite A e B e tétano. Não deixe para tomar essas vacinas na última hora. Essas vacinas não são obrigatórias. É apenas uma recomendação. Procure orientação médica antes de tomar qualquer medicamento.
- Depois de marcada, a data de início da trilha inca não poderá ser mudada. Também não poderá ser trocado seu nome ou número de passaporte. O valor correspondente ao pagamento da primeira parcela também não será devolvido porque o governo peruano não devolve o valor da inscrição efetuada. Portanto, esteja seguro antes de efetuar a solicitação.
- Para viajar ao Peru não é obrigatório passaporte, mas recomendamos que você viaje com ele.
- Você deverá levar na viagem o documento de identificação com o qual está efetuando a reserva da trilha inca e também a carteira de estudante internacional (ISIC verde) se for o caso. Será conferido o nome e número de documento nos postos de controle da trilha inca. Você não poderá percorrer a trilha inca caso não esteja de posse do documento de identificação com o qual efetuar a inscrição na trilha inca. Se fizer a inscrição com isic também deve levar o original durante a trilha.
- Você deverá estar em Cusco no mínimo dois dias antes da data de início da trilha Inca. Não apenas para confirmar sua presença como também para fazer uma aclimatação básica antes de iniciar a caminhada.
- Durante a viagem o programa poderá ser modificado se eventos climáticos, comerciais, técnicos ou políticos assim o obrigarem, mas sempre se seguirá a idéia central proposta no roteiro.
- Não marque a saída de Cusco na mesma data de retorno da trilha inca. Podem ocorrer atrasos na volta de Machupicchu.
- Somos uma agência de viagens brasileira devidamente registrada no Ministério do Turismo brasileiro, com alvará de funcionamento, contrato social, pagando impostos, gerando empregos no Brasil e trabalhando exclusivamente com Machupicchu desde 2001. Por isso, contratando conosco você tem as garantias das leis brasileiras, conta com nossa experiência e ajuda a desenvolver o seu próprio país.
- Contratando este roteiro você declara compreender os perigos envolvidos em viajar aos países andinos e assume os riscos desta aventura. Aceita também que nem o operador, nem o agente de viagens poderão ser responsabilizados por qualquer problema de saúde, perda de vida, dano ou perda de propriedade, que, por ventura, possa ocorrer á você durante a viagem.

 

Valor:

Estudante: $ 460 USd

Adulto: $ 480 US

© Trilha Inca Salkantay ---//--- Todos os dereitos reservados